saiba como montar sua estratégia

Por um ambiente seguro para a inovação nos meios eletrônicos de pagamento
5 de agosto de 2018
3 dicas para o sucesso da sua loja na Black Friday
30 de agosto de 2018
Exibir tudo

saiba como montar sua estratégia

O remarketing ou retargeting — como também é conhecido — é uma estratégia utilizada no marketing digital para atrair novamente para o seu e-commerce pessoas que entraram no site com interesse em algum produto ou serviço, mas não finalizaram a compra. Quando essa tática é utilizada, anúncios de sua loja, referentes ao produto que foi pesquisado, aparecem nas páginas da internet que o usuário está visitando.

Os anúncios podem aparecer em redes sociais, motores de buscas, portais de notícias, blogs ou e-mails, dependendo da estratégia a ser utilizada pelo anunciante.

O remarketing é importante para o aumento das vendas do e-commerce, para o crescimento da taxa de recompra, para diminuir o custo por aquisição de clientes (CAC) e para reduzir o abandono dos carrinhos de compra.

Mas para surtir os resultados necessários, é preciso criar uma estratégia eficiente.

Conheça o perfil do seu público

Para uma boa estratégia de remarketing, é imprescindível conhecer o perfil de seu público. Somente assim, você será capaz de criar campanhas efetivas, que estejam de acordo com os interesses das pessoas que visitam o seu site. Isso porque os anúncios devem ser criados baseados no comportamento de compra e nas preferências dos consumidores. Mas como fazer isso?

Bom, primeiro você precisa descobrir quem é o seu público, onde ele mora, quanto ele gasta por mês em compras, qual é a sua influência no poder de decisão de compra da família, a sua renda, a sua idade, o seu gênero etc.

Vale lembrar que muitos dos visitantes que acessam uma loja virtual e saem sem comprar são clientes. Então, cruze informações desse público no banco de dados da loja para conhecê-lo melhor.

Veja um exemplo: um cliente andou pesquisando um iPhone 8 em sua loja. Mas vamos combinar que um aparelho desses não tem um custo baixo e é voltado para pessoas com um poder aquisitivo mais alto. Então, não vai adiantar muito anunciar esse produto para esse cliente em questão, se em seu histórico de compra constam aparelhos com um valor mais modesto.

Nesse caso, é melhor anunciar um produto que esteja de acordo com o seu perfil, como um aparelho da mesma marca, mas de um modelo mais antigo, que tem um custo menor ou, então, um bom celular, mas com um valor próximo aos que ele já está acostumado a comprar na loja.

Entenda as causas da desistência

De acordo com dados divulgados pela 3ª Pesquisa Nacional do Varejo Online, realizada pelo E-Commerce Brasil e Sebrae Nacional, o número de conversões média nas lojas virtuais brasileiras é de apenas 1,5%.

Esses dados são alarmantes e, ao mesmo tempo, mostram como o e-commerce pode crescer, pois ele tem um nicho muito grande para ser explorado. No entanto, é preciso descobrir quais são as causas da desistência dos clientes em comprar da sua loja.

As pessoas desistem de uma compra no meio do caminho por diversos fatores. Uma pessoa que entra no site, pesquisa diversos produtos e sai sem comprar tem um objetivo diferente do que aquela que fez todo o processo de compra, mas abandonou o carrinho na última etapa do processo.

A primeira pode estar apenas pesquisando os melhores preços e condições de pagamento ou procurando um produto específico. A segunda já pode ter desistido por causa de falta de informações em relação ao frete ou aos prazos de entrega.

Além dessas, outras razões que levam o cliente a não finalizar a compra podem ser: o excesso de burocracia, o fato de o site não salvar as informações do cliente e ele precisar fornecer seus dados sempre que for comprar na loja, uma navegabilidade ruim e o valor das taxas de juros nas compras parceladas.

Como entender os motivos de abandono de carrinhos de compra

Como falamos no tópico acima, apesar de o fato do número de conversões serem baixas, esse fator é uma grande oportunidade para você reverter o quadro e aumentar o ticket médio de sua loja.

Mas, primeiro, você precisa implantar estratégias para colher informações sobre os motivos da desistência do cliente em relação à compra.

Uma boa opção para identificar o problema é criar um formulário perguntando ao cliente o porquê da desistência e criar campanhas de remarketing com base nas informações coletadas. Se o motivo do abandono do carrinho for o valor do frete, a loja pode oferecer um desconto ou enviar o produto gratuitamente se o cliente comprar em determinado prazo.

Se for o prazo de entrega, você pode oferecer ao consumidor o produto dentro de um prazo menor, mas por Sedex. No entanto, ele precisa estar ciente que esse modo de envio tem um custo mais alto. Se ele estiver com urgência do produto, talvez valha a pena pagar um pouco mais caro para receber a sua compra em um prazo menor.

Claro que uma grande parte dos seus potenciais clientes não vai responder seu questionário sobre os motivos de desistir de comprar. E então, você terá que lançar mão de outras estratégias, como observar o comportamento do consumidor dentro do site.

Por meio do Google Analytics, é possível observar o tempo de permanência dos visitantes em seu e-commerce. Se as pessoas não permanecem muito tempo em sua loja, a navegabilidade do site pode ser ruim. Mas se a maior parte das desistências acontece na hora de concluir a compra, a razão pode estar relacionada ao valor dos juros de parcelamento, prazo de entrega e valor do frete.

Observar essas questões é de suma importância para criar campanhas de remarketing personalizadas, que deem retorno para o seu negócio.

Selecione os canais de remarketing

Outro passo importante para criar campanhas de remarketing efetivas é escolher os canais de comunicação corretos. Caso contrário, você vai investir o seu dinheiro e não terá os resultados esperados. Veja algumas mídias que podem ser usadas para atrair os consumidores de volta para a sua loja virtual.

Google

O Google é um canal de comunicação bastante completo e eficiente, pois permite o alcance dos consumidores em todas as etapas de compra. Para criar uma campanha, você precisa da ajuda de especialistas no assunto, pois é necessário inserir uma tag de remarketing em seu e-commerce.

Por meio dessa tag, o Google segmenta a visualização dos anúncios, com base nas listas de remarketing já criadas. Então, as campanhas só serão visualizadas por pessoas que já acessaram a sua loja virtual.

Facebook

O Facebook é, sem dúvida, a maior rede social do mundo e, somente no Brasil, são mais de 100 milhões de usuários. Com ele, as suas campanhas de remarketing têm grandes chances de dar certo, pois o alcance é muito enorme.

Além disso, a forma que os anúncios são exibidos é um fator positivo para as propagandas.

Isso porque, no Facebook, as campanhas são exibidas da mesma forma que os anúncios tradicionais, o que torna a propaganda menos invasiva. É claro que o usuário percebe que o anúncio é referente a um produto que ele estava pesquisando, mas a propaganda não incomoda tanto como um banner enorme em um blog, por exemplo.

Instagram

Pertencente ao grupo Facebook, o Instagram já atingiu a marca de mais de 50 milhões de usuários no Brasil. Esse fator torna a rede social bastante atrativa para campanhas de remarketing efetivas. Além disso, no Instagram, os anúncios também não são invasivos, pois aparecem na linha de tempo do usuário e, por isso, não atrapalha a sua navegabilidade dentro da rede.

E-mail

O e-mail marketing é outro excelente canal de comunicação para campanhas de remarketing. Isso porque além de ter um custo menor do que a utilização de outras mídias, com o e-mail, você consegue conversar melhor com o seu cliente, ou seja, oferecer ofertas mais adequadas ao seu perfil.

Basta um bom sistema de CRM e uma plataforma de envio de mensagens. Com o e-mail marketing, é possível ter informações precisas sobre abertura da mensagem, clique no link do produto e compra.

Então, analise o perfil de seu público e estabeleça um orçamento para as suas campanhas. Depois disso, basta escolher um ou todos os canais já citados. Busque qualidade, não repetição

Em campanhas de remarketing, o que gera resultados é a qualidade dos anúncios e não a repetição das propagandas para o mesmo cliente. Além de não agregar valor às campanhas, a repetição pode, ainda, se tornar irritante e proporcionar um resultado contrário ao que você espera.

Se o cliente já comprou aquele produto, não tem justificativa para que ele continue a visualizar os anúncios referentes ao item comprado. O importante é que as campanhas tenham qualidade e sejam focadas nos reais interesses e nas necessidades de seu público.

 

Link Original

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *